Invista na sua imagem em 2016

Como consultora de Imagem & Estilo, sempre defendi a importância de cuidar da imagem para alcançar os objetivos pessoais e profissionais. E falo isso por experiência própria: senti na pele o poder desta mudança quando, depois de terminar o curso de consultoria em 2011, contratei uma das minhas professoras para adequar meu guarda-roupa e alinhar minha identidade visual rumo à nova carreira que eu almejava. Ganhei não só um acervo mais versátil, mas também uma autoestima mais elevada, deixando pra trás anos de bullying. Passei a me sentir bem comigo mesma e isso transpareceu em looks que despertavam muitos elogios de colegas de trabalho e amigos. A transformação é de dentro pra fora!

Daí que, durante o bate-papo sobre planejamento de metas (reveja o post aqui) com a Thais França, master coach com ênfase em Liderança e Programação Neurolinguística, ela destacou a imagem pessoal como a principal e mais poderosa ferramenta de posicionamento e prospecção social. Afinal, julgamos e somos julgados numa fração de segundos com base nas peças que usamos, na nossa postura, cabelo, maquiagem... E isso não é maldade! Trata-se de um ato involuntário, pois o visual é o que impacta primeiro. Por isso, é fundamental passar uma mensagem verdadeira de quem somos, assumindo total controle sobre o que vestimos!

Então, aproveitando o início de um novo ano e o estímulo que temos para correr atrás dos nossos sonhos, quero incentivar você, cara leitora, a investir na sua aparência em 2016! A Thais explicou que a imagem pessoal é, antes de tudo, introspectiva. “Os diálogos internos de uma pessoa são extremamente individuais e como ela se vê, acredita que os outros a veem, como se coloca na sociedade e o que espera dela mesma tem tudo a ver com seus sucessos e fracassos. Pessoas com baixa autoestima ousam menos e se acomodam mais em todas as esferas da vida. Pessoas com autoestima mais forte enfrentam melhor dificuldades, colocam-se melhor em situações constrangedoras e têm mais equilíbrio emocional”, pontuou.

Aliás, segundo ela, a expressão equilíbrio emocional é extremamente importante quando falamos sobre imagem pessoal. “Uma coisa está totalmente ligada à outra de forma muito sólida, pois é inconsciente. A forma com que as pessoas se expõem ao mundo, escolhendo e usando suas roupas, sapatos e acessórios, revelam muito de sua personalidade. A identidade pessoal, exclusiva e intransferível de cada um, é traduzida na forma de ornamentar seu corpo. É por isso que o sábio Epiteto escreveu ‘Conheça primeiro quem você é, depois, adorne-se de acordo’. Quanto mais autoconhecimento e em consequência equilíbrio emocional uma pessoa tem, mais ela será fiel e saberá trabalhar os estilos de imagem a seu favor, respeitando seu gosto, sua personalidade”, explicou a master coach.

E como fazer isso, na prática? Elaborei sete dicas que podem ajudar:

Descubra sua essência
Pare para pensar o que atrai seu olhar, procurando referências de looks da vida real que te agradam e tentando ver a coerência entre eles, a fim de descobrir os estilos com os quais você se identifica e fortalecer a sua marca própria.

Boa relação com o espelho
Aceite seu corpo como ele é (com todo o potencial e limitações que tem) e foque no que é legal. Tudo é questão de truque para destacar o que gostamos e disfarçar o que não nos agrada muito.

Respeite seu estilo de vida
Não adianta ter um acervo com cara de balada se você pouco sai à noite ou acumular 63240275 calças jeans se a empresa onde trabalha cinco dias na semana segue o dress code formal. E não se deixe influenciar pelos modismos se eles não combinam com seu estilo pessoal e de vida.

Pratique o bom senso
Durante o horário comercial, você representa sua empresa. Então, nada de decotes profundos, minicomprimentos, transparências exageradas, lingerie à mostra, saltos gigantescos ou chinelos, excesso de brilho e maquiagem carregada.

Foco e paciência
Antes de sair às compras, dê uma boa olhada no armário e faça uma lista com o que precisa ser substituído ou o que falta para dar liga nas combinações, a fim de evitar uma decisão impulsiva. Controle a empolgação, especialmente em época de liquidação, e seja paciente, conferindo as opções em várias lojas para comparar o que vale realmente seu suado dinheirinho.

Invista em qualidade
Procure adquirir peças que aparentam ser mais caras do que são. Se gostar de algo que ache caro, considere quantas vezes o item será usado em suas produções (para calcular a relação custo X benefício). Vale a pena investir em um item de valor alto, mas que será utilizado por um longo período e em várias situações. 

Observe os detalhes
Nunca compre nada sem experimentar. É fundamental provar as peças para observar o material, acabamento, caimento e procurar possíveis defeitos, além de reparar se a cor valoriza a tonalidade da sua pele (próxima ao rosto).

Lembre-se que sua imagem é seu cartão de visitas e esteja sempre pronta para impressionar!

Comentários

  1. Olá adorei seu blog! Você tem muito estilo e simpatia. Já estou seguindo bjs www.brunafrare.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bruna! Fico feliz de saber que você gostou do blog! Vou passar conhecer o seu também! Bjs e obrigada pelo comentário

      Excluir
  2. Adorei o post super bem escrito e cheio de dicas Mara! Vou recomendar para minhas seguidoras
    Bjos Adri
    www.mubdodeadri.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adri! Fiquei suuuuper feliz com seu comentário e vi que você até repostou no Instagram! Obrigada de coração pelo elogio e recomendação! A gente que é blogueira ama quando alguém dá valor ao nosso trabalho, né?! Um beijo enorme e bom final de semana!

      Excluir
  3. Respostas
    1. Eeeee, que bom que você gostou, Thais! Fico contente de saber!! Preparei com muito carinho pra inspirar as leitoras a cuidarem mais de si mesmas em 2016! Um beijo e obrigada pelo comentário! <3

      Excluir
  4. Adorei Ca!! :)
    Já conversei com vc sobre meu ponto de vista sobre a imagem e este post é bem adequado.
    Vc sabe que a situação aqui no nosso país está complicada né?! O foco não é gastar e sim otimizar recursos. Em especial: roupas. Suas dicas serão ainda mais preciosas este ano. Beijos amiga :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, que alegria ler um comentário seu! Pois é, em tempos de crise é preciso repensar as compras, né? Afinal, todo mundo já tem um armário lotado; basta usar a criatividade pra compor looks diferentes com as mesmas peças! Agradeço suas palavras, que sempre acrescentam um ponto de vista interessante! Beijos, florzinha! =)

      Excluir
  5. Camila suas dicas são super práticas e úteis, pois o que o momento pede realmente é para repensarmos nossa maneira de consumir, adotarmos um estilo de vida mais consciente onde devemos priorizar pela qualidade ao invés quantidade.
    E venho mudando meus hábitos a algum tempo, mas agora com chegada dos trinta sinto que meu estilo mudou um pouco, estou cada vez mais criteriosa e cuidadosa na hora de comprar algo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô Vanessa, que alegria ler seu comentário! Eu entendo essa sua "transição" de estilo com a chegada dos 30, pois vivenciei a mesma coisa ano passado. Mas o bom é que estamos evoluindo e fazendo melhores escolhas - essa preocupação com o bolso e meio-ambiente é fundamental!
      Um beijo e bom domingo!

      Excluir
  6. Excelente post Camila 👍🏼Vou tentar colocar em prática, gostei muito das suas dicas...🤗😘😘🇯🇵🔜🇺🇸

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuuuito obrigada pelo elogio e comentário, Mi! Fico feliz que as dicas tenham te inspirado! Um beijo e boa semana! =)

      Excluir

Postar um comentário