Uma calça pijama pra chamar de minha

Desde o post sobre como combinar calça pijama (revejam aqui), eu estava looooouca atrás de uma! Até que, durante visita à fast-fashion H&M no mês passado, finalmente encontrei uma que arrebatou meu coração. Apresento a vocês outra aquisição recente: 

Ela é tããão confortável que estou com vontade de voltar na loja e comprar uma de cor, kkkk! No dia, preferi esta com estampa geométrica em P&B por ser fácil de coordenar. Amei a modelagem soltinha na coxa, mas que afunila nas pernas. Também tem a cintura no lugar, cós plissado e elástico somente na parte traseira. Os bolsos laterais são um charme extra – adoro este detalhe! Como o tecido é viscose, ela amassa na primeira sentada (haha), porém é ideal para dias frescos. Inclusive, ando prestando atenção nas etiquetas de tudo o que compro, a fim de saber mais sobre o tipo de material, qualidade e lavagem recomendada. Temos que cuidar com carinho para durar bastante, né?

Na parte de cima, escolhi a regata de cetim amarela para colorir e alegrar a produção (na verdade, eu gosto do contraste desta cor viva com preto e branco). Adicionei também a jaqueta branca de sarja, cuja modelagem acinturada e com manguinhas ligeiramente bufantes garantiram um toque de feminilidade, fazendo um contraponto à calça relax. Esta terceira peça foi essencial para deixar o visual mais arrumado – de forma que o desleixo passe longe!

Nos pés, reforcei meu lado adulto ao optar pelo salto alto através da sandália de amarrar. A estampa de cobra se misturou com o desenho da calça, evidenciando minha personalidade criativa. Pra quem não consegue conceber a ideia de mesclar duas roupas com padronagens diferentes, uma boa dica é começar pelo calçado – que tem menos impacto no look, mas ainda assim agregará informação.

A cereja do bolo foi o maxicolar prateado (que imita a delicadeza de uma renda), a fim de valorizar o colo. 

A jaqueta branca é uma bela alternativa à versão jeans e tão versátil quanto. A última aparição aqui no blog incluiu também uma regata verde-água e a calça bootcut de cobra:

Achei que as fotos não traduziram a beleza real desta produção – que rendeu elogios do marido! Ele disse que eu estava bem elegante, apesar de não curtir essas calças larguinhas. Eu respeito a opinião dele, mas não me privo de satisfazer os meus gostos fashionistas. Tanto que possuo uma lista no celular com itens que estou querendo, o que ajuda a manter o foco quando vou a lojas e a diminuir a impulsividade (vide este post que entrou domingo). 

No caso da calça pijama, procurei bastante até ter certeza de que a peça apresentava um bom caimento e não me engordava muito. Cheguei a experimentar alguns modelos na Forever 21, porém ficaram horrorosos no meu corpo. Quando provei esta da H&M, fiquei contente com o resultado. Então, sei que usarei muito, independente de estar ou não na moda, porque tem a ver comigo. Isso é o mais importante: fazer sentido no estilo e na vida que se leva!

Comentários

  1. Que look lindo, sobretudo sem a terceira peça ficou super feminino e sensual. Elegi a calça pijama como coringa no meu guarda-roupa, pois estou gestante e acho que fica mais elegante que as calças justas. E consigo usar por mais tempo. Vou salvar a inspiração e nos pés, como substituir o salto? Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rose! No início do post tem mais dicas de como combinar a calça pijama, você viu? Só clicar no link!
      Pensando neste look, eu trocaria a sandália de salto por uma sapatilha de bico fino pra ficar igualmente elegante! Sem a jaqueta, também dá pra usar rasteirinha - se você quer um calçado sem salto!
      Espero ter ajudado e obrigada pelo comentário!

      Excluir
  2. Obrigada. Vou testar o look!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo! Depois me conta o que achou! =)

      Excluir

Postar um comentário