Look: bota com saia baratinha

Tô vivendo um caso de amor com a combinação “bota + saia/shorts/vestido”. É só o que tenho vontade de usar – tanto que venho postando muitos looks assim ultimamente. Foi um jeito que encontrei de não aposentar as roupas de verão durante o outono e inserir um toque de sensualidade ao deixar uma faixa da perna à mostra.

Já comentei em outro post que estou precisando de calças novas, mas está difícil resistir às peças com comprimento acima do joelho. Prova disso é a saia de hoje, que estrelou o look de domingo. Ela foi um achado nas araras de promoção da loja H&M: apenas US$ 7. Por um lado, o tecido tem um aspecto pobrinho, mas eu curti a padronagem étnica e, principalmente, as cores: tenho muuuuita coisa nestes tons de burgundy, preto, branco e caramelo para combinar. Além disso, amo a modelagem rodadinha, pois equilibra meu quadril com os ombros e deixa o visual feminino – como meu marido gosta. Resultado: ela veio pra casa comigo! 

O cinza também está presente na estampa, porém de forma discreta. Então, escolhi justamente um tricô desta cor para ficar uma coordenação não tão óbvia e, de quebra, ainda rolou um mix de texturas por conta da trama trançada. Gente, se vocês soubessem como ele é antiiiigo... Comprei há muitos anos em Serra Negra e continua impecável, sem fios puxados. Agora até a gola alta voltou à moda, mas apesar de achar chique eu evito peças fechadas no colo/pescoço, pois dão a sensação de seios maiores (o que eu dispenso).

A bota da vez foi a montaria em tom marrom por ser primo do burgundy. Ou seja, a saia serviu como elemento de ligação tanto com o suéter quanto com a bota. Como o cano é alto, não passei frios nas pernas – apesar dos 10 graus que fez no domingo. Também estava usando uma meia-calça cor da pele, que felizmente nem dá pra ver.

Depois de 10 meses com a mesma bolsa – aquela que é a companheirona do dia-a-dia –, finalmente criei vergonha na cara e troquei, afinal, tenho tantos modelos que acabam ficando parados no closet. Daí, resolvi colocar pra bater a aquisição mais recente: a caramelo de couro da Michael Kors. Para as tarefas como dona de casa (ir ao Correio, supermercado, lojas), necessito de bolsa com alça comprida – e essa é tão linda que estava com dó de usar, acreditam? Mas superei isso: sei que o material tem qualidade e não vai estragar rápido. Se estragar, pelo menos eu fiz valer o dinheiro que paguei.

Apostei no colar longo com pingente de dragões, a fim de imprimir uma pitada extra de personalidade e criar uma linha vertical no tronco que funciona como truque alongador de silhueta. Os óculos são os que herdei do meu pai (#saudades).

O tricô cinza apareceu pouquíssimas vezes no blog. Aliás, o único look que encontrei foi de 2013, quando fui passear no Mount Baker (a montanha que é reconhecida como um dos lugares com maior quantidade de neve do mundo). Naquele dia, combinei com jeans, galocha e boina – duas propostas bem diferentes:

Olhando pra trás, acho engraçado como a vida me obriga a rever algumas opiniões em relação à moda. Eu, que nunca gostei de meia-calça cor da pele e de legging (que mostrei no post anterior), passei a usar ambas as peças após a mudança para os EUA. Elas fazem sentido aqui por conta do clima, então reconheço a utilidade para os meu looks de outono. Tem horas em que é preciso abrir mão da beleza em prol do conforto e praticidade... E tudo certo! =)

Comentários

  1. Katry Dal Piva12/11/2015 10:03

    Camila querida! Seu look ficou tão lindo! Essa saia é MARA, e a estampa então?! Linda demais! Confesso que não gosto muito de golas altas, acho meio sufocante kkk Mas para o frio são perfeitas, aquecem bastante a região do pescoço... Pra aqueles dias que não queremos usar lenços né hehehe! Desculpe a curiosidade, mas as bolsas do MK nos EUA são mais baratas que no BR? beijão lindona!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Katryyyy! Eeee, fico feliz de saber que você gostou do look! A saia foi um achado mesmo, né? Já eu gosto muito de gola alta, mas dou preferência pros modelos que não fiquem grudados no pescoço (essa folguinha me favorece mais, rs).Agora sobre as bolsas, eu não sei o preço no Brasil. Esta caramelo eu comprei na loja do outlet e custou cerca de US$ 150. Fazendo uma conversão rápida com o dólar de R$ 4 + IOF do cartão de crédito, sairia uns R$ 640. Você tem ideia se é caro ou barato em relação ao Brasil? Beijossss

      Excluir

Postar um comentário