Look com o trench coat da Barbie

Sempre que resolvo colocar meu trench coat pink, percebo que é a síndrome da Barbie querendo se manifestar, haha! Eu amava a boneca na infância e hoje, com 31 anos nas costas, acompanho-a no Instagram (#shameonme)! Mas, brincadeiras à parte, o casaco em questão foi o protagonista do look de domingo.

O que me atrai nele é a mistura da cor feminina em uma modelagem adulta, afinal, de meiga eu não tenho nada. Gosto de passar uma imagem forte, impactante – que nem de longe remeta à ingenuidade – e este papel o trench coat cumpre bem. Inclusive, acho que é ideal para o inverno brasileiro, onde a estação não é muito severa. Fica a dica para quando o frio chegar no país tropical

O modelo tradicional tem abotoamento duplo, o que muitas vezes é um empecilho para usar aberto. Então, desta vez, fiz diferente ao recorrer a um truque de styling com o próprio cinto: amarrei as pontas nas costas, garantindo um caimento acinturado sem sobrar tecido na frente. De um jeito simples, mudei a cara da peça!

Por baixo, aproveitei para estrear o suéter com estampa de argyle em tonalidades que puxam para o fluorescente, contrastando com a base bege. Tem gente que associa a padronagem com “roupa de vô”, mas meu lado clássico adora este tipo de xadrez – ainda mais em cores alegres. De quebra, o decote V suaviza o tamanho do busto.

Na hora de escolher a calça, bateu dúvida... Claro que a versão skinny teria super funcionado e até me deixado mais magra, porém quis reforçar meu estilo pessoal e optei por um jeans boyfriend destroyed (que, por sinal, está grande e só com a ajuda de um cinto para ficar no lugar). Então, mesmo sendo denim, a peça já sai do óbvio diante da modelagem masculina e dos detalhes rasgados. Viva a androginia!

Para os pés, o eleito foi o scarpin nude – sapato que considero o mais curinga do guarda-roupa porque combina com absolutamente tudo (perfeito para quando a gente não sabe o que calçar)! Além disso, o bico fino ajuda a alongar as pernas. Apenas leve em consideração que a cor deve desaparecer na pele, então o tom nude varia de pessoa para pessoa. Neste look em especial, achei que o scarpin sofisticou a proposta, fazendo um contraponto ao jeans despojado.

De acessório, teve somente um colar com pingente de caveirinha, brincos e relógio, além dos óculos de sol.

A última produção com o trench coat pink – quando usei todo fechado – incluiu calça e botas cinzas, fazendo com que o casaco brilhasse sozinho:

Apesar de estar na moda, o rosa é uma cor que pede atenção para quem quer fugir do visual “bonequinha”. Quer saber como coordená-lo sem exagerar? Pois aqui tem post completinho sobre o assunto! Vale a pena ler!

Comentários

  1. Katry Dal Piva03/03/2016 09:45

    CAMILAAAA! Não tenho palavras pra esse trench coat! Sou suspeita pra falar, pq essa é minha cor preferida! Por favor, se algum dia vc quiser vender/doar, quero ser a primeira da fila! kkkkk Esse look ta BAPHO! Super amei a combinação do trench, com a calça e esse scarpin nude.. que LINDO! Um arraso como sempre! Super beijo! PS: Também sigo a barbie no insta! KKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha, Katry, você não vai acreditar: já pensei em vendê-lo quando for ao Brasil (detalhe: nem sei quando irei) porque mesmo sendo P acho que está meio grande nas costas, sabe? Pode deixar que te aviso, kkkkk!
      E fico feliz que você gostou do look inteiro também! Muuuito obrigada pela visita e comentário, querida! Bom restinho de semana!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Kkkkkkkk, obrigada, Thata! Ele tem essa cor meio berrante, mas eu adoro também! Agradeço de coração a visita e comentário! Bjsss

      Excluir
  3. Que look lindo..
    ameiiii seu trench rosa!
    arrasou.. beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou do meu trench pink, Rosilene! Fico contente de saber! Beijos e obrigada pelo comentário!

      Excluir

Postar um comentário