Descobrindo o seu estilo pessoal

Sabe quando você veste uma roupa e se sente esquisita dentro dela, parecendo que está “fantasiada”? Ou quando comprou algo que amou na loja, mas em casa não consegue montar um look sequer? Meses já se passaram e ela está ele, ainda com etiqueta, apenas te olhando e esperando o dia em que finalmente irá ganhar as ruas? Pois é: uma das explicações possíveis é que simplesmente a peça em questão não corresponde ao seu estilo pessoal. Mas aí você me pergunta: como eu sei qual é o meu estilo? Bem, no post de hoje vou dar algumas pistas...

O primeiro passo é tentar entender que tipo de look te agrada e condiz com a sua rotina. Então, vale a pena buscar na internet e montar uma pastinha com as produções que fazem o olho brilhar por algum motivo – um sapato, uma estampa, uma modelagem... Tem que se desprender das referências externas (leia-se: modismos) e olhar pra dentro, pensando o que faz sentido na sua vida em termos de sensação – parecer magra e alta; estar sempre confortável e/ou adequada; parecer sexy; etc. Este exercício de autoconhecimento, de investigar a si mesmo, é fundamental para revelar as verdadeiras demandas e prioridades, independente de idade, altura ou formato de corpo. Nada de viver no piloto automático; é preciso raciocinar! O trabalho vale a pena!

Com os looks já salvos, identifique o que eles têm em comum. Muito jeans? Muita padronagem floral? Muita camisa? Muita saia curta? Muito colorido ou muitos tons neutros? A partir deste reconhecimento, você conseguirá visualizar características de até três estilos principais (claro que pode ter pitadas dos outros também, porém tem sempre os predominantes). Então, sugiro a leitura dos posts que já fiz sobre cada um dos 7 estilos mais comuns: clássico, romântico/retrô, sexy, expressivo/criativo, dramático, natural e esportivo/despojado. Lembrando que eles estão refletidos não só nas roupas, mas nos calçados, acessórios e na maquiagem.

Ressalto ainda que não há estilo “errado”, porém existe sim a imagem ruim, aquela que não condiz com o verdadeiro “eu” interior. Como você tem total controle sobre as escolhas que faz diariamente ao abrir o guarda-roupa, não é muito mais legal que as peças mostrem um pouco da sua personalidade e preferências? Só assim para aprimorar a identidade pessoal: fazendo a conexão de dentro pra fora.

A partir do momento em que você se analisa internamente, fica mais fácil traduzir essas vontades em forma de elementos visuais. Como resultado, você ganha aumento da autoconfiança e autoestima, além de aprender a fazer melhores escolhas no futuro, evitando – por exemplo – o desperdício de dinheiro naquilo que não tem nada a ver com os seus objetivos. O que eu quero? Isso combina com a minha realidade ou é só porque está na moda? Com quais três peças (que já possuo no armário) poderei usar? Estas são algumas das perguntas que a gente tem que se fazer antes de sair às compras! 

Assim, pouco a pouco (porque leva tempo e a evolução é constante), você conseguirá construir um acervo coerente com as sensações que lhes são importantes – e o melhor: sendo fiel a si mesma e se expressando com autenticidade! ;-)

Comentários

  1. Muito interessante esse post! Minha personalidade é uma miscelânea de vários estilos. Mas, depois ler sobre todos estilos percebi que as roupas que não uso: são pela cor vibrante e tecido sintético. Percebi que meu estilo e cabelo tem muito do natural, com uma pitada de romantismo e muitas peças hippie. Me ajudou muito! Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico contente de saber que o post foi esclarecedor pra você, Rose! Tentei dar uma luz para as leitoras que sempre me perguntam sobre estilo pessoal - porque, na verdade, só uma consultoria mesmo pra identificar com precisão. De qualquer maneira, dá pra ter ideia baseada nas dicas que passei!
      Obrigada pela visita e comentário! =)

      Excluir
  2. Respostas
    1. Eeee, que bom que gostou, Aline! Muito obrigada pela visita e comentário, viu?! Beijos e boa semana!

      Excluir
  3. Respostas
    1. Oba! Fico contente de saber, Thata! Agradeço muito sua visita e comentário aqui no blog, viu?! Um beijuuu

      Excluir
  4. Katry Dal Piva14/03/2016 12:43

    Com certeza depois de ler esse post, vou prestar mais atenção no meu próprio estilo pessoal! Já aconteceu muito comigo, esse negócio de comprar roupas e não usar, ou ver alguém usando uma roupa e achar LINDA, mas não conseguir se imaginar usando, por que não me identifico com o estilo! Amei todas as dicas querida! Obrigada pelo post MARA! Super beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Katry! Não necessariamente o que fica lindo em uma pessoa tem a ver com o seu estilo pessoal! Tipo: eu me detesto em peças românticas, haha, porque definitivamente essa imagem meiga não é pra mim! E fico contente que o post foi útil e esclarecedor pra vc! Um beijo e obrigada pelo comentário!!!

      Excluir
  5. Uma coisa que eu acho super legal é reparar que um estilo varia de pessoa pra pessoa! Eu cheguei à conclusão de que sou muito mais "clássica" do que pensava, porque uso muito jeans etc, mas o resto é exatamente o tipo de coisa que eu amo e que compro - e quem disse que jeans não pode ser clássico, não é? Bora se descobrir e brincar com as coisas, que esse é o maior barato da moda (pelo menos pra mim)!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza varia, Juliana! Eu amo jeans, mas sou muito mais despojada do que clássica! Também tenho o estilo expressivo/criativo como uma forte característica... Acho que a parte boa é se conhecer e fazer escolhas mais acertadas, respeitando quem a gente é - independente dos modismos e tals!
      Obrigada pela visita e comentário!

      Excluir
  6. Carol - lookseachados17/03/2016 11:14

    Camila. Socooorro!!! Eu leio, leio, e não consigo definir meu estilo kkkkkk À vezes penso ser clássico com uma pintada de algum outro estilo. O problema é definir essa pitada de quê. rsrsrsrsr O que eu sei é que gosto de cores sóbrias. No máximo, um ponto de cor no look. Tenho pouquíssimos looks todo coloridão. Enfim... tô em crise de personalidade fashion kkkk. Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha, eu já ia dizer que você tem muito do clássico mesmo, Carol! É disparada a sua característica predominante! Dei uma olhada nos seus looks do IG e acho que você tem um pouco do despojado também (porque tem bastante de jeans, uma pegada casual, sabe?). Ou você se identifica mais com estampas florais e babados? O que mais te representa?
      Pra ter ctz, só olhando a fundo seu armário, a fim de entender você fora do ambiente de trabalho, onde necessariamente o visual é mais sóbrio. De qualquer maneira, espero ter dado uma luz!
      Beijos e obrigada pela visita aqui no blog!!

      Excluir
    2. Camila. Vc me ajudou agora bastante. Eu acho que meu estilo deve ser o clássico com uma pitada de despojado. Gosto mto de jeans mesmo. Gosto de estampas florais e babados, mas não a ponto de ter tantas peças assim. Tenho uma ou outra peça com essas características. Sem sombra de dúvida, o jeans me representa melhor do que um babado kkkkk. Bjo!!!

      Excluir
    3. Ah, que bom, Carol! Eu fiquei na dúvida entre o despojado e o romântico por conta dos looks do IG. Mas eu também só estou analisando uma parte de você (teria que olhar o guarda-roupa todo pra ter ctz). De qualquer maneira, clássica tenho ctz que você é, haha! Obrigada pela visita! Bjsss

      Excluir

Postar um comentário