Novos ares com a mudança de estação

Faz 1 ano e 9 meses que moro no norte dos EUA, mas ainda me impressiono como as estações aqui são bem definidas – diferente do que ocorre no Brasil, onde o calor está presente na maior parte do ano. A primavera, que tem início em março, é marcada pela beleza das flores e pela ligeira alta das temperaturas após o inverno. Daí vem o verão em junho, quando os dias ficam ensolarados e quentes, e anoitece perto das 21h! No outono, a paisagem também é bonita, já que as folhas das árvores começam a mudar de cor para os tons do fogo (amarelo, laranja e vermelho). E terminamos o ano com a neve típica do inverno e temperaturas em torno de 0 grau. Ou seja, dá para curtir o charme de cada estação! Por outro lado, meu guarda-roupa tem que dar conta de todos os climas, kkkkkkkk!

No último final de semana, São Pedro estava meio louco e tivemos um pouco de tudo: no sábado, por exemplo, acordamos com muita chuva, depois o sol saiu e até deu uma esquentada. Já no domingo o céu ficou nublado quase o dia todo. Fotografar o look abaixo foi quase um desafio, hehe! Fomos almoçar fora e fazer as compras da semana no supermercado, nossos clássicos programas dominicais.

Como daqui para frente não dá para sair de casa sem uma terceira peça, a escolhida da vez foi a jaqueta P&B com frisos vermelhos (a propósito, sei que a C&A tem uma versão muitoooo parecida por R$ 89). Para deixar o visual mais criativo, apostei no mix de estampas ao coordená-la com a regata listrada.

A ideia era montar uma produção despojada – e nada melhor do que calça jeans! O modelo bootcut deixa a silhueta mais longilínea e a lavagem escura vai bem até no ambiente de trabalho.

A ankle boot preta de salto grosso garantiu o conforto necessário para as andanças. Aliás, conforto é uma palavra que costuma guiar meus looks. Nada pior do que algo incomodando quando a gente tem coisas para resolver.

Ando gostando de propostas com uma pegada boho e, por isso, optei pela bolsa preta com franjas que não usava há algum tempo. Ela confere graça ao visual em poucos segundos, sem contar que o modelo é ótimo: dá para pendurar a alça mais comprida no ombro ou carregar pela mão com as alças mais curtas.

Também estava com vontade de usar chapéu novamente e aproveitei o clima instável para sair com ele. Conforme mencionei no post anterior, peças em tom burgundy ganham meu coração quando o frio dá as caras. Arrematei com os óculos redondinhos e voilà – mais um look de outono! 

A jaqueta já rendeu uma produção com shorts jeans e meia-calça quando meus pais estavam aqui me visitando:

No domingo ainda fiz uma beeeela faxina no meu closet. Estava irritada só de olhar para algumas peças que eu sabia que não serviam mais e outras que já enjoei (#soudessas). Então, parei de enrolar e coloquei a mão na massa. De nada adianta guardar aquilo que sei que não usarei apenas por dó de passar pra frente; fica ocupando espaço à toa no armário. Tirei roupas de calor, de frio e até de academia! Depois que separei tudo senti até um alívio, pois acredito na troca de energia do ambiente.

Não tenho dificuldade de exercitar o desapego, mas por outro lado é impossível não reconhecer que estou jogando dinheiro fora, já que muitas peças foram usadas pouquíssimas vezes. O que me conforta é ter a certeza de que, através da doação, estou colaborando com o meio-ambiente e com a sociedade. Na segunda-feira, levei as sacolas para uma organização sem fins lucrativos chamada Goodwill. As doações são vendidas a preços camaradas e o montante arrecadado é usado para financiar cursos de formação e qualificação profissional. Então o dinheiro gasto nas lojas Goodwill retorna à comunidade e dá às pessoas a oportunidade de recomeçar – com um novo emprego e a conquista da independência financeira. É bom saber que estou ajudando a fazer diferença na vida de alguém! =)

Comentários

  1. Heloisa Imada16/10/2014 03:56

    Linda sua ação, Camila! Procuro fazer isso também, além de dar lugar para peças novas né?
    Gostava tanto da jaqueta de couro azul que aparece na pilha de doações (eu acho rsrs)... Pena não ser uma peça muito fácil de usar!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Heloisa! A gente abre espaço para o novo e mantém uma quantidade ok de peças, até porque você exercita mais a criatividade com um armário enxuto! A jaqueta era linda, mas é tamanho P. Ahhh, eu achava fácil de combinar; o problema é não caber mais em mim.. rsrs
      Bjão pra vc e bom restinho de semana!

      Excluir

Postar um comentário