Compulsão por roupas repetidas

Eu não sou o tipo de pessoa que compra peças repetidas – gosto mesmo é que meu acervo tenha variedade! Porém, conheço gente que possui roupas idênticas com medo de que uma delas estrague. Loucura, né?! Praticamente uma compulsão! Parei para pensar nisso e percebi que a única peça que eu realmente tenho em quantidade no armário é este tipo de suéter da Tommy Hilfiger – e mesmo assim não é tudo igualzinho: alguns são lisos, outros estampados (em argyle ou listras), outros têm a malha trançada... 

No início deste ano, acabei comprando quatro de uma vez (devido ao preço baixo) para substituir os antigos. Hoje olho pra trás e vejo que foi um exagero, mas me consola saber que eles são bem úteis para o clima onde moro: podem ser usados sozinhos na meia-estação, por cima de camisas ou por baixo de casacos pesados quando o frio aperta. Daí que, como o outono derrubou as temperaturas, aproveitei para estrear a versão magenta no sábado, quando saímos para almoçar fora. Comecei o look pelo suéter, a fim de garantir um ponto de cor vibrante. 

Gosto tanto do decote “V” – que alonga o pescoço e suaviza o tamanho do busto – quanto do toque macio proporcionado pelo algodão pima, uma fibra de alta qualidade que é mais resistente a manchas, é durável e pode ser lavada na máquina sem formar bolinhas. Amo roupas de fácil manutenção, haha! 

Eu ainda estava na vibe do desafio sobre mix de estampas que rolou semana passada no Instagram (falei sobre o assunto no post anterior), então combinei com a calça flare que já tem a misturinha pronta de onça e floral. Sou apaixonada por ela e com certeza foi a melhor aquisição feita durante a viagem ao Brasil. Me sinto elegante com esta modelagem, que favorece as mulheres em geral – independente da altura ou formato de corpo.

Para incrementar o visual, recorri à sobreposição da jaqueta vinho de couro fake (na verdade, acho que ela puxa para o berinjela e ficou quase um tom sobre tom com o suéter), rendendo um mix de texturas junto aos demais elementos e criando uma faixa vertical no tronco que funciona como truque emagrecedor. No final, a ventania na rua estava tão forte que eu teria congelado sem ela – uma peça que também é especial para mim, pois foi presente dos meus pais quando vieram me visitar aqui nos EUA, em 2014. 

A barra bem longa da calça deixou minhas pernas mais longilíneas, porém encobriu a ankle boot preta nas fotos, já que a grama também estava alta. Preciso compartilhar a alegria (#sqn) do meu marido quando peço para clicar o look em lugares públicos, kkkk! Ele fala que estamos pagando mico (e tem gente que buzina, fica olhando), mas eu insisto em prol de um cenário bonito! =)

De acessório, escolhi brincos dourados e o anel com pedra turquesa pela linda combinação com as nuances do roxo. Os óculos foram necessários porque o sol resolveu brincar de esconde-esconde comigo! Bastou começar a fotografar que ele desapareceu, mas assim que saí do restaurante lá estava ele brilhando novamente. 

Em poucos meses, a calça flare estrelou muitos looks no blog, sendo o último no verão, quando coordenei com a camisa jeans sem manga e sandália meia-pata numa referência aos anos 70:

Ainda tenho dois suéteres parecidos com este que, tenho certeza, aparecerão em breve por aqui, afinal, o inverno está chegando. Alguém mais se empolga em comprar a mesma peça de várias cores?

Comentários

  1. Camila, adorei o look, as fotos e sua calça. De onde é?
    Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Márcia! Obrigada pelos elogios! Eu comprei quando estava em Itatiba (SP) no início do ano na Loja da Nana. Fui olhar a etiqueta e é de uma marca chamada Infini.
      Espero ter ajudado! =)

      Excluir
  2. Katry Dal Piva30/10/2015 12:08

    Camila! Esse look é muito PODER! Arrasou! PS: Amo os cenários em que você tira as fotos! O lugar em que você mora deve ser muito lindo mesmo heiM! beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Katry! Eu gosto mto mto mto dessa calça. Tenho vontade só de usar esta peça, kkkk! Sim, aqui a paisagem é encatadora e as estações beeem definidas! Tem muita vegetação na rua, o que já deixa a paisagem diferente do Brasil, né?! Fico feliz que você goste das fotos (fico no pé do meu marido pra caprichar mesmo, kkkkk). Beijos e obrigada pelo comentário!

      Excluir

Postar um comentário